Geração de emprego em outubro tem o maior índice do ano

ByRedacao-Sintracc

Geração de emprego em outubro tem o maior índice do ano

O Ministério do Trabalho mensalmente apresenta os números da geração de empregos formais no país e em outubro foi registrado saldo positivo e o maior em 2017. O saldo ficou 76.599 novas vagas. Foram registradas 1.187.819 admissões e 1.111.220 demissões.

Com o resultado apresentado por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), este foi o oitavo saldo positivo de 2017, no acumulado já são 302.189 novos postos de trabalho.

“São números que nos dão ainda mais certeza de que as medidas adotadas pelo governo colocaram o Brasil de volta nos trilhos do crescimento econômico”, afirmou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. “A economia está em marcha. A melhor forma de distribuição de renda é o emprego, e o Brasil do futuro é o Brasil do emprego.”

O resultado das vagas geradas durante o ano ainda não é o ideal, pois na comparação com o número de demissões, no acumulado de janeiro a outubro o saldo é negativo (-294.305).

Setores

Esse crescimento se deve por três setores que puxaram os números (comércio, indústria da transformação e serviços). Para o ministro Ronaldo Nogueira são setores que já mostravam crescimento. “O crescimento destacado do Comércio já reflete, também, o otimismo e o aumento da produção da Indústria verificados em meses anteriores”, falou Ronaldo Nogueira.

O saldo positivo do comércio foi de 37.321, Indústria de transformação 33.200 e de serviços foi de 15.915.

Alguns setores tiveram recuos como: Construção Civil (-4.764 postos de trabalho), agropecuária (-3+551), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-729), Extrativa Mineral (-532) e Administração Pública (-261).

O Ministério do Trabalho acredita que os setores com saldo negativo voltarão a crescer já primeiro semestre de 2018.

Ronaldo Nogueira também lembrou que o mercado de trabalho deve ser movimentado por investimentos do setor automobilístico, em torno de R$ 15 bilhões, para 2018. “Esse setor estava demitindo, ou trabalhando com a redução de turnos, mas agora já está retomando sua capacidade”, pontuou.

Fonte: Redação Mundo Sindical com informações do Ministério do Trabalho – 21/11/2017

About the Author

Redacao-Sintracc administrator

Comments Are Closed!!!